Teatro de São Gonçalo do Amarante é destaque estadual

O Festival de Esquetes da Cia Teatral Acontece – FECTA chegou à sua 15ª edição em 2021. Cerca de 20 grupos participaram da competição, que aconteceu de forma virtual, no mês de março. O tema do evento foi: “Memória, afeto e diversidade em cena”. Um dos grupos participantes que teve destaque foi o Coletivo gonçalense Lagoinha de Teatro, que emplacou 4 troféus em diversas categorias, através do espetáculo Caio: Melhor Ator, Melhor Dramaturgia, Segundo Lugar em Melhor Esquete do Júri Popular, Primeiro Lugar do Júri Oficial.

O prêmio no festival faz com que o município comece a ganhar destaque a nível estadual no que diz respeito às artes cênicas. A Companhia Teatral de São Gonçalo do Amarante é um sonho coletivo, que foi concebido através da Lei 1455 de 2018. De lá pra cá, com a contribuição do Diretor Teatral Ivan Lourinho, o município tem sido evidenciado em competições artísticas.

Outro nome que merece destaque é do ator Osmildo Dias, 42, que deu vida ao Caio e vem contribuindo com sua arte no município desde 2009 através, também, da musicalidade.

Com o incentivo da família, e muitas dificuldades, a paixão pela arte, exaltada nas encenações da Paixão de Cristo, ganhou espaço em sua vida e se transformou em um meio de sobrevivência. Como a imensa maioria dos artistas brasileiros, Osmildo também percebe o pouco suporte à atividade artística, o que resulta em uma sociedade que consome pouca arte de casa, do seu povo.

A pandemia agravou, ainda mais, o consumo da arte dadas as limitações tecnológicas e a adaptação ao “novo normal”. Oz, como também é conhecido, informou que o espetáculo Caio, escrito especialmente para concorrer neste período de isolamento social, em formato digital, foi escrito totalmente no celular. Toda a preparação do personagem e adaptações de texto foram feitas remotamente e tiveram grande contribuição de Ivan Lourinho.

Apesar de ser um formato desafiador, e mesmo com prêmios conquistados virtualmente, o artista sonha com dias melhores. A arte é inerente a sensibilidade humana, e com isso temos o desejo por dias melhores: “Eu espero que depois dessa pandemia, possamos conviver como seres humanos melhores, mais doces, mais honestos, mais verdadeiros, mais sensíveis. Eu espero de verdade que essa pandemia possa transformar as pessoas para melhor”, concluiu.

Notícias recentes

AUDIÊNCIA PÚBLICA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS.

Hoje, 26 de fevereiro, foram realizadas duas audiências públicas no plenário da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante. As audiências abordaram a prestação de

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support